Desenvolvimento de Métodos Estatísticos, Epidemiológicos e Computacionais em Saúde

Descrição

Descrição: O estudo dos processos de determinação de doenças e agravos à saúde em populações humanas, bem como a avaliação de intervenções, Programas e serviços de saúde devem ser orientados por modelos conceituais que considerem a interdependência entre indivíduos e a conexão com os contextos biológico, físico, social e histórico em que vivem. Esta linha de pesquisa aborda o desenvolvimento, difusão e aplicação de métodos epidemiológicos, estatísticos e computacionais orientados para o estudo das relações entre determinantes que atuam em diferentes níveis de organização (micro, indivíduo e macro) considerando a dimensão da passagem do tempo tanto em termos do curso de vida de indivíduos (emergência de estados de saúde no curso de vida) como da história das populações (por exemplo, processos de urbanização e industrialização). Busca-se adequar métodos já existentes às especificidades das análises no âmbito da Saúde Coletiva, assim como desenvolver novas alternativas, incluindo métodos para análises de séries temporais, análise longitudinal de dados, modelos hierárquicos, geoprocessamento, redes neurais, linkage probabilístico de bases de dados, medidas de ajuste de risco e avaliação da qualidade de sistemas de informação em saúde.

Docentes participantes da linha de pesquisa