Doutorado em Saúde Coletiva

Objetivo do Curso

O Curso de Doutorado em Saúde Coletiva do Instituto de Estudos em Saúde Coletiva e da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro tem por objetivo a formação de profissional qualificado para o exercício de atividades de pesquisa e produção de conhecimento na área de conhecimento da Saúde Coletiva.

Descrição

O programa de doutorado tem duração mínima de vinte e quatro meses. O doutorando deve cursar no mínimo 450 horas de disciplinas eletivas. Não existem disciplinas obrigatórias devido à natureza tutorial do Curso. O projeto de Tese é pré-requisito para a entrada do aluno no Curso. O projeto é avaliado em termos de sua relevância, originalidade e adequação aos prazos do doutorado. Os requisitos adicionais para a defesa da tese são a aprovação no exame de qualificação do doutorado e a comprovação de proficiência em uma segunda língua estrangeira. A defesa da tese se dá em sessão pública, para uma banca composta por 5 professores doutores, sendo três externos ao Programa. O prazo máximo para a defesa da tese é de quarenta e oito meses após o ingresso no curso. O Programa estimula fortemente que a tese seja apresentada no formato de artigos científicos.

Titulação e situação do curso

O Curso de Doutorado outorga os títulos de Doutor em Saúde Coletiva, e é recomendado pela Capes com nota 5 (cinco). Há disponibilidade de bolsas, embora não possamos garantir que todos os elegíveis serão contemplados. A carga horária do Curso é de no mínimo 450 Horas.

Seleção

O processo de seleção para o doutorado é realizado duas vezes ao ano (no primeiro e segundo semestre).
A seleção do doutorado é composta por:

  • Avaliação pela Comissão de Seleção dos documentos apresentados pelo candidato, incluindo: projeto de tese; Currículo Lattes e comprovantes relacionados à produção científica listada; carta de aceite do orientador; carta do candidato à Comissão de Seleção, mencionando aspectos ligados à sua formação e experiência profissional e acadêmica e suas inter-relações com seu interesse em cursar o Doutorado, a pertinência do tema objeto de seu anteprojeto ao campo da Saúde Pública e a justificativa quanto à vinculação do mesmo à linha de pesquisa escolhida dentro do Programa.
  • Entrevista.
  • Proficiência em Idioma estrangeiro.
    1º idioma: o candidato será considerado apto quando apresentar no momento da inscrição:
    • a) comprovante de aprovação em prova de língua estrangeira em concurso feito para o mestrado
    • b) certificado de proficiência emitido por instituição reconhecida.
  • Observação 1: Caso o candidato não seja considerado apto, o mesmo deverá submeter-se a prova de compreensão da língua inglesa.
  • Observação 2: Caso a proficiência comprovada no 1º idioma estrangeiro não seja em Inglês o candidato deverá fazer obrigatoriamente a prova de proficiência no 2º idioma na língua inglesa.
  • 2º idioma: prova a ser realizada no período definido no edital de seleção. Os idiomas elegíveis para proficiência neste caso são: inglês, francês e espanhol.
  • Observação 3: candidatos não lusófonos devem realizar prova de proficiência na língua portuguesa como 2º idioma

Informações Complementares:

Candidatos sem a titulação exigida serão considerados, excepcionalmente, pela banca examinadora e poderão inscrever-se, dependendo de avaliação desta banca. A análise será realizada com base em 5(cinco) anos ou mais de exercício em atividade docente e/ou pesquisa; trabalhos publicados em revistas de excelência acadêmica; efetiva e constante contribuição para o desenvolvimento do campo da Saúde Coletiva. Neste caso, os candidatos deverão entregar o diploma de graduação plena e histórico escolar final com a data da colação de grau.

Candidatos cujos diplomas de curso de mestrado ainda não tiverem sido expedidos pela Instituição de Ensino Superior (IES) no ato da inscrição para o processo seletivo, poderão se inscrever desde que apresentem declaração do programa indicando a data de conclusão e cópia da ata de defesa.

Para que a inscrição seja confirmada e aceita, é necessária a apresentação (ou envio) de toda a documentação exigida dentro do período de inscrição. Inscrições com documentação incompleta não serão aceitas.